Histórias engraçadas do nosso dia a dia:

MISI

Cheirinho de quê???

Dicas curtas e rápidas, que podem ajudar no dia a dia do instalador:

Networking

Cabo UTP blindado?

'Causos' do Instituto CFTV

 

Por Eng. Claudio de Almeida

 

Esta é uma sessão para descontrair, para rir um pouco...

 

Todo mundo tem uma história engraçada para contar, que aconteceu em alguma obra.

 

E todos também já ouviram falar nos famosos 'causos' que os caipiras contam, sobre o tamanho do peixe que pescaram, assombração, etc.

 

Resolvi dar esse nome a esta seção pois vou contar aqui casos engraçados que aconteceram comigo, que presenciei, ou que me contaram.

 

E posso garantir que, diferentemente dos 'causos' do caipira, são todos reais.

 

Porém,  para preservar a identidade dos protagonistas, preferi usar nomes fictícios.

 

Se você tem algum caso engraçado e interessante, que valha a pena ser compartilhado, me envie que, se for publicado, seu nome e empresa aparecerão nos créditos.

  • MISI - Quem nunca passou por isso?

    Sabe aquele dia em que nada funciona e, pior, você tinha deixado tudo funcionando no dia anterior? Quando parece que os equipamentos se revoltaram contra você?

     

    Quem nunca passou por isso?

     

    Quanto eu trabalhava na área de projetos de HW /SW da Itautec, nós chamávamos isso de M.I.S.I., Maldade Intrínseca dos Seres Inanimados.

     

    Nossa teoria era que todo ser inanimado é intrinsecamente mau; seja uma pedra que vai topar com o seu dedão, uma placa de circuito eletrônico que se recusa a funcionar, etc.

     

    E quando eles cismam de zoar com você, não adianta insistir, eles não vão deixar nada funcionar, desista.

     

    Aí você volta no dia seguinte e está tudo funcionando normalmente de novo...

     

    Então você já sabe: Se isso acontecer com você e não tiver uma explicação plausível, é MISI!

  • Cheirinho de quê???

    Na época eu ainda não trabalhava na área de segurança, era o gerente de implantação e manutenção da rede de agências de um banco e nós tínhamos um contrato de manutenção firmado com uma empresa que atendia todo o território nacional.

     

    Um dia me liga uma técnica dessa empresa, que estava atendendo um chamado em uma agência em Salvador,  pois o sistema não estava imprimindo relatórios

     

    Ela me pediu que enviássemos  uma nova impressora, porque a que tinha lá estava com defeito.

     

    Perguntei à ela se o problema era mesmo na impressora, pois o custo de enviar outra com urgência de São Paulo para Salvador, por via aérea, era muito alto. Então eu tinha que ter certeza antes de liberar o envio. Esse era o nosso procedimento padrão.

     

    Aí ela me responde, com um forte sotaque nordestino: - Oxente, é a impressora sim. Porque quando abro a tampa, sai um cheirinho de Ampere queimado...

     

Quer saber quando novos artigos serão publicados?

Enviando formulário…

O servidor encontrou um erro.

Formulário recebido.

Gostou deste artigo? Deixe um comentário!

comments powered by Disqus

Copyright ©2014 Instituto CFTV - Todos os direitos reservados

Conforme a Lei 9.610/98, é proibida a reprodução total ou parcial deste site por qualquer meio e para qualquer fim, sem autorização prévia do autor.