Veja quais foram as 50 maiores empresas de segurança em 2019

 

Por Eng. Claudio de Almeida

 

 

A revista A&S (www.asmag.com) acaba de publicar seu ranking anual das 50 maiores empresas do mercado mundial de segurança em 2019.

 

Ela vem publicando esse ranking desde 2003 e o  Instituto CFTV também tem publicado esse ranking, com minha análise e comentários exclusivos, desde 2015

 

O ranking das 50 maiores de 2018 pode ser visto aqui.

 

Confirmando um movimento que se iniciou no ano passado, continua aumentando a oferta e o interesse em dispositivos de análise de vídeo mais sofisticados, incluindo machine learning e deep learning.

 

Ou seja, a integração da Inteligência Artificial (AI) em sistemas de segurança é mesmo um caminho sem volta.

 

As 50 maiores empresas de 2019 foram:

 

 

 

Primeiramente, os números

 

O crescimento médio em 2019 das 50 maiores empresas aqui listadas foi de 16,04%, mais que o triplo de 2018.

 

Essas 50 empresas faturaram, juntas, 24,9 bilhões de dólares em 2019.

 

A Hikvision, o primeiro lugar da lista, sozinha se responsabilizou por 28% desse faturamento.

 

E as 3 primeiras somadas, por mais da metade desse faturamento, 54%.

 

É interessante constatar como a Lei de Pareto - ou regra do 80/20 -, novamente provou ser válida, pois se somarmos o faturamento dos 10 primeiros lugares (20% da lista), veremos que ele foi de  20,3 bilhões de dólares, o que corresponde a 82% do faturamento total, enquanto que os outros 80% da lista foram responsáveis por apenas 18% desse valor.

 

Considerações sobre a lista

 

Comparando-se a lista acima com a do ano anterior, pode-se observar que:

 

- A Hikvision é a maior empresa de segurança do mundo pela quarta vez consecutiva, tendo faturado US$ 7 bilhões em 2019.

 

- A Dahua se reafirmou na 2ª posição e a Assa Bloy também continuou com o terceiro lugar.

 

- Aliás, até o 6º lugar da lista as posições se mantiveram.

 

- A Flir, que em 2017 havia avançado 3 posições na lista, se manteve na 6ª posição em 2019,  apesar de ter  encolhido 6,3%.

 

- A Hanwha Techwin (ex-Samsung) caiu 3 posições do 8º para o 11º lugar, tendo encolhido novamente, 4,3%.

 

- A Bosch  manteve a 4ª posição, porém com um crescimento de apenas 2,8%;

 

- A Axis, que havia avançado 3 posições em 2017, permaneceu na mesma posição, o 5º lugar, com um crescimento de 19,5%.

 

- A Vivotek caiu 4 duas posições., indo para o 18 º lugar no ranking, tendo encolhido 7,9%.

 

- A Johnson Controls/Tyco, que estava em 7° lugar em 2017 mas que havia sumido da lista em 2018, continua fora das 50 maiores.

 

- A Wanjiaan, que havia apresentado o maior crescimento em 2017, 65,4%, caiu 3 posições, apesar de ter apresentado um crescimento de 4,5%.

 

- O maior salto positivo na tabela foi da IDIS, que passou do 25° para o 10° lugar na lista, com um crescimento de 26,9%..

 

- O maior salto negativo foi da  Optexq que caiu da 13ª para a 24ª posição, apesar de ter crescido 3,2%.

 

- A entrada mais impressionante nesse ranking foi da Uniview, que já entrou na 7ª posição.

 

 

A batalha pelo primeiro lugar

 

A Hikvision, apesar de estar em primeiro lugar na lista, novamente apresentou pela quarta vez um crescimento inferior ao do ano anterior, ficando apenas em 12° lugar entre as que mais cresceram: Cresceu 17,10% em 2019, 26,4% em 2018, contra 29,2% em 2017 e 43,6% em 2016, .

 

Enquanto que a Dahua, segunda na lista, apresentou um crescimento de 25,6%, o 8° maior, porem inferior aos 32,3% que cresceu em 2017.

 

À uma primeira e rápida análise, poderia se dizer que a Dahua em breve irá alcançar a Hikvision, pois percentualmente seu faturamento só tem aumentado, enquanto o da Hikvision vem caindo ano a ano.

 

Mas não é bem assim, existem outros fatores que devem ser analisados:

 

-  Apesar da Dahua, o segundo lugar da lista,  estar crescendo rapidamente, seu faturamento ainda é 50% do faturamento da Hikvision, ou seja, para a Dahua ter alcançado a Hikvision este ano, ela ainda deveria ter crescido 100 % a mais do que cresceu;

 

- Além disso, é bastante normal uma empresa que está no topo da lista, com  28 % do faturamento total do mercado, ter mais dificuldades para aumentar seu faturamento, pois a curva de crescimento não é linear, quanto mais se cresce, mais difícil é crescer;

 

Com base nesses fatos, é bastante improvável que a Hikvision perca sua posição de liderança em 2020.

 

Então podemos esperar vê-la por uma quinta vez consecutiva em primeiro lugar.

 

 

As 10 empresas que mais cresceram

 

- Megvii, 19° lugar, 529,4%, primeira vez na lista;

 

- CP Plus, 15° lugar, 35,9%, mantendo sua posição e pela segunda vez entre as 10 que mais cresceram;;

 

- Kedacom, 17° lugar, 33,6%, subindo 3 posições e pela segunda vez entre as 10 que mais cresceram;;

 

- Costar, 35° lugar, 33,1%, subindo uma posição;

 

- Uniview, 7° lugar, 31,3%, primeira vez na lista;

 

- Identity, 31° lugar, 27,6%, subindo duas posições;

 

- IDIS, 10° lugar, 26,9%, subindo quinze posições e saindo do ranking das 10 piores;

 

- Dahua, 2° lugar, 25,6%, novamente entre os 10 e mantendo sua posição no ranking;

 

- Assa Bloy, 3° lugar, 22,7%, mantendo sua posição no ranking;

 

- Senstar, 39° lugar, 21%, subindo 7 posições no ranking.

 

 

As 10 empresas que tiveram o pior resultado

 

- Zeno, 44° lugar, -55,3%, perdendo 9 posições;

 

- Everspring, 50° lugar, -35,10%,, porém entrando no ranking das 50 maiores;

 

- Everfocus, 46° lugar, -25,3%, perdendo uma posição e novamente entre as 10 piores;

 

- Acti, 45° lugar, -24,9 , perdendo uma posição e novamente entre as 10 piores;

 

- Icatch, 48° lugar, -11,4%, porém entrando no ranking das 50 maiores;

 

- ITX, 43° lugar, - 11%, mantendo a posição anterior, no ranking;

 

- Hunt, 49° lugar, -9,5%, ganhando uma posição;

 

- AV Tech, 47° lugar, -8,5%, ganhando duas posições;

 

- Vivotek, 18° lugar, -7,9%, perdendo 4 posições;

 

- Geovision, 37° lugar, -6,8%, perdendo 3 posições e novamente entre as 10 piores;.

 

 

Percebe-se que as perdas este ano foram menores que no ano anterior,

 

 

Conclusão

 

Da mesma forma que ressaltei isso no ano passado, volto a relembrar que os critérios da A&S para elegibilidade nesse ranking exigem que as empresas estejam  dispostas a fornecer seu balanço fiscal de 2018 e 2017, assim como do primeiro semestre de 2019, auditado e endossado por contador ou firma de contabilidade certificada.

 

Então pode ser que algumas empresas ficaram fora desse ranking por terem se recusado a fornecer esses dados.

 

Uma das maiores empresas de VMS, a Milestone, aparece na 21ª posição, ainda perdendo duas posição este ano e a Genetec nem aparece na lista.

 

Será que isso significa que as 2 grandes empresas brasileiras de software VMS, mundialmente conhecidas, estão incomodando seus maiores concorrentes? Será que elas estão sendo consideradas nesse ranking?

 

Dez/2019

 

NÃO PERCAM!

30/11 NA PARKSEG SÃO PAULO
PARA MAIS DETALHES, CLIQUE
AQUI

ÚLTIMAS ATIVIDADES

 

17/08 Live Café com Segurança - "Causos" da área de segurança

06/08 - Live MCM - fontes de alimentação

16/07 Live da Aproseg - Dicas sobre instalações

04/05 Live Recarregando a Bateria, com o tema A Evolução do CFTV28/04 Live da Equipe Segurança Brasil, no CT Segurança

14/02 Palestras para a equipe de vendas da Bellfone

 

 

Quer saber quando novos artigos serão publicados?

Enviando formulário…

O servidor encontrou um erro.

Formulário recebido.

Gostou deste artigo? Deixe um comentário!

comments powered by Disqus

Copyright ©2014 Instituto CFTV - Todos os direitos reservados

Conforme a Lei 9.610/98, é proibida a reprodução total ou parcial deste site por qualquer meio e para qualquer fim, sem autorização prévia do autor.